terça-feira, 10 de janeiro de 2012


XAXIM
Dicksonia Sellowiana
O xaxim ou samambaiaçu é uma planta de tronco fibroso e espesso, suas folhas são bastante grandes e surgem no topo do tronco, diferentemente das outras samambaias. É resistente ao frio e apresenta crescimento muito lento, no entanto, é uma planta grande, chegando a 4 metros de altura. Devido ao seu diferencial, sua utilização no paisagismo é muito interesante e de uma beleza particular. Além de sua beleza singular, serve de suporte e substrato para as mais diversas plantas epífitas, como orquídeas, bromélias e outras samambaias. Por ter sido explorado para estes fins, sem o devido reflorestamento, hoje o xaxim é uma planta em risco de extinção.
Planta utilizada principalmente para fins ornamentais e também na medicina caseira para aliviar males respiratórios como asma, bronquite, tosse, vermes e dores reumáticas, possui pouca divulgação devido a falta do produto no mercado, pois a parte utilizada da planta, normalmente as folhas possui lenta produção além da escasses da planta. Ultimamente um grupo de pesquisadores do Departamento de Fitotecnia e Fitossanitarismo, do Setor de Ciências Agrárias da UFPR, vem desenvolvendo em laboratório, técnicas que possibilitam a produção de xaxim para auxiliar no tratamento da asma e desta forma auxiliar no manejo sustentável da espécie. A principal descoberta relacionada ao xaxim, vem de um pesquisador que inconformado com a morte do pai em uma crise de asma, passou a dedicar-se em pesquisar algum produto que fosse eficiente no tratamento da asma. Elzo ferreira era estudante de Administração quando teve os primeiros contatos com a descoberta de que a planta possuia princípios ativos na folha que aliviavam os males respiratórios; porém as limitações da área de administração o fez prestar vestibular para farmácia, onde foi aprovado e desta forma pôde fazer com que suas evidências ganhassem status de pesquisa.
A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas. Em indivíduos susceptíveis esta inflamação causa episódios recorrentes de tosse, chiado, aperto no peito, e dificuldade para respirar. A inflamação torna as vias aéreas sensíveis a estímulos tais como alérgenos, irritantes químicos, fumaça de cigarro, ar frio ou exercícios. De acordo com dados da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), A asma acomete cerca de 10% da população mundial. No Brasil, estima-se que 18 milhões de pessoas tenham a doença sendo que mais da metade delas não se trata como deveria e menos de 3% dos casos são controlados. No Sistema Único de Saúde, a asma é a responsável por 350 mil internações hospitalares por ano. Nos Estudos pré-clínicos, realizados comprovou-se a inibição da inflamação alcançou 93,6% de êxito nos camundongos, enquanto 90,3% tiveram respostas satisfatórias para a dor neurogênica, que são as duas manifestações primárias e mais criticas da asma. Também não foi constatada toxicidade nem letalidade com uso da planta. Alem disso, a substância se apresentou como antiinflamatório, antibiótico e analgésico eficazes. Os resultados dos testes foram apresentados em um congresso farmacêutico em dezembro de 2004 em Bruxelas, na Bélgica. A expectativa de tratamento com extratos do xaxim proporciona um tratamento de curta duração com um prazo máximo de 180 dias onde à pessoa não sofre efeitos colaterais. As dosagens de até 600 mg, quando aplicadas nos animais não produziram nenhum efeito adverso”, explica Ferreira. Já com a fase pré-clinica concluída, a pesquisa estendeu-se para 1.600 voluntários brasileiros, norte americanos, europeus e japoneses, que receberam as cápsulas de onde se obteve 98,5% de êxito, com aplicação de dosagem de 3mg. O processo de comprovação encontra-se em fase bem adiantada e é possível que em pouco tempo, já consigamos comprar medicamentos à base do xaxim.




Lembramos que as informações aqui contidas, terão apenas finalidade informativa.
Casa dos Chás
Dr. Ari Soares da Trindade: Psicanalista Clínico, Hipnoterapeuta, Especialista em plantas medicinais
Rua Domingos Cordeiro, 871 – FONE: 3032-2077

Nenhum comentário:

PLANTAS MEDICINAIS

ALCACHOFRA...
BOLDO
CAMOMILA